5 dicas para prevenir o câncer de intestino

De acordo com as estatísticas, o câncer de cólon leva a cada ano a vida de cerca de 40000 pessoas. É uma das doenças que mais preocupa, no entanto, note que ele também é um dos cânceres que tem as melhores chances de cura, desde que tratado nas fases iniciais. Em primeiro lugar, temos que dizer que no câncer de cólon, como qualquer outro, não podemos impedir 100% porque é impossível controlar todas as variáveis. No entanto, a manutenção de uma qualidade de vida adequada e uma dieta adequada vai fazer certamente muito para a nossa saúde. Por isso hoje queremos para lhe dar algumas orientações básicas com as de modo a tentar evitar esse problema no melhor de nossa capacidade.

1. Um nível adequado de fibras

1

Quanta fibra você ingere diariamente? Às vezes, por causa de nosso estilo de vida, nós apenas queremos algo rápido e a primeira coisa que vemos na geladeira. Aí que entram os pré-cozidos, congelados e todos os alimentos ricos em gordura saturadas, sal e farinha branca que são difíceis pro nosso corpo digerir. Nós saturamos e intoxicamos nosso fígado e intestinos, que não conseguem otimizar seu funcionamento e sobrecarregam as funções do cólon. Devemos estar conscientes deste fato e a importância de aumentar o consumo de fibra dietética. Saiba que é essencial comer de 25g a 35g de fibra por dia.

Observe os alimentos que não podem faltar na sua dieta:

Cereais integrais.
Aveia.
Centeio.
Arroz integral.
Leguminosas.
Frutas.
Frutas secos.
Vegetais de folhas verdes.
Vegetais como beterraba, cenoura, berinjela, alcachofra…

2. Restrinja as gorduras nocivas

2

Como você sabe, não são todos os ácidos graxos que são saudáveis ​​para o nosso corpo, a exemplo do azeite ou gorduras de peixes oleosos e salmão. Esses fazem parte do que é considerado a melhor dieta no mundo: a mediterrânea. Contudo, a gordura da carne vermelha, açúcares e doces industriais são grandes inimigos da nossa saúde e acabam favorecendo o aparecimento de câncer de cólon. Evite-os. Você deve saber que quando consumimos muita gordura, precisamos de aumentar a dose secretada sais biliares para a digestão e, portanto, em última instância, afeta diretamente o nosso cólon. É perigoso.

3. Aumente a dose de antioxidantes

3

PUBLICIDADE

E se a gente começou o dia com uma colher de sopa de azeite de oliva com gotas de limão? Também vai ser ótimo se você escolher para preencer o vazio no estômago com um copo de água morna e sumo de de limão. É uma ótima maneira de limpar o corpo e obter um “cocktail” muito adequado de antioxidantes. É uma questão de estar ciente de queé preciso mudar nossa dieta e aumentar doses de antioxidantes necessários para fortalecer nossas defesas na luta contra os radicais livres que causam o câncer. Algumas frutas e vegetais são ricos em vitamina A, C e E são ideais por terem níveis elevados de antioxidantes, por isso, inclua na sua dieta os seguintes alimentos:

Laranjas e limões.
Mamões.
Cenouras.
Morangos.
Mirtilos.
Morangos.
Kiwis.

4. O ácido fólico

4

Vários estudos revelam a importância de aumentar os nossos níveis de ácido fólico para prevenir o câncer de cólon. O ácido fólico, também conhecido como vitamina B9 reforça e melhora as funções de todas as células que formam o sistema digestivo, do estômago e o cólon. Otimiza e protege. Então, não hesite em tomar suplementos se você acha necessário. Você pode consultar o seu médico para prescrever pra você ou você pode encontrar-los em farmácias e lojas naturais. No entanto, você também pode obter ácido fólico através de uma dieta adequada. Estes são os alimentos que podem te ajudar nisso:

Suco de laranja feito na hora.
Couve.
Espinafre.
Brócolis.
Acelga.
Lentilhas.
Aspargos.
Repolho.
Couve de Bruxelas.
Ervilhas.
Amendoim.
Urtiga.
Inhame.
Abacate.
Melão.
Banana da terra.

5. Vitamina D

5

Como explicam muitos cientistas e nutricionistas, as chances de desenvolver câncer de cólon são muito mais baixos, se nós mantivermos níveis adequados de vitamina D no corpo. No momento em que sofremos um déficit, corremos o risco de inúmeras doenças, sendo uma delas o câncer. O principal problema é que a vitamina D não é abundante em alimentos, portanto, você deve conversar com seu médico que irá fazer a análise necessária e avaliar se você precisa ou não aumentar o nível desta vitamina. Se assim for, vai te receitar alguns suplementos que serão de grande ajuda. No entanto, você pode usar também fontes naturais que podem ajudar a fortalecer os níveis de vitamina D:

Tomar sol sempre que puder, mas tome cuidado para não fazer nas horas do dia (entre 12h e 15h) quando é mais intenso.
Salmão e sardinha.
Fígado de galinha.
Leite fortificado com vitamina D que pode ser encontrados nos supermercados.