5 hábitos que acabam com seus rins

Os rins são um dos órgãos vitais para o bom funcionamento do corpo. Sua aparência se assemelha ao formato do feijão e esses dois órgãos estão posicionados lateralmente contra os músculos das costas na cavidade abdominal superior abaixo da caixa torácica. A lista de funções que os rins executam é bastante longa. Pra começar, eles desintoxicam o sangue, filtram resíduos através da urina e removem o excesso de água do corpo. Além disso, os rins retem água quando o corpo precisa.

capa

Além disso, esses órgãos importantes ajudam a regular os níveis de cálcio e fosfato do organismo. Também secretam hormônios importantes que ajudam a regular as funções do corpo, como pressão arterial e formação de células vermelhas do sangue, hemácias. Elas são vitais para o transporte de oxigênio e nutrientes importantes em todo o corpo. A função renal adequada é vital para a saúde em geral. Uma série de sinais pode apontar o mau funcionamento dos rins. Os sintomas mais comuns incluem a mudança de cor e de quantidade na urina, tonturas, vômitos, anemia, problemas para respirar, sensação de frio na maioria das vezes, o cansaço ou fadiga, comichão na pele, mau hálito e dor repentina no corpo.

Os problemas mais comuns que acabam com os rins são:

1. Ingestão insuficiente de água

Beber quantidades insuficientes de água pode ser prejudicial pra a sua saúde renal. Como mencionado anteriormente, a principal função dos rins é expulsar resíduos metabólicos do corpo e regular a produção de eritrócitos. Quando não há água suficiente no corpo, há menos fluxo de sangue para os rins, já que o sangue se torna mais concentrado. Isso afeta a capacidade dos rins em remover as toxinas do corpo, que eventualmente se acumulam, causando problemas.
A National Kidney Foundation recomenda beber um mínimo de 2L de líquidos por dia no caso de adultos saudáveis. Isto irá assegurar a função renal ótima, bem como a hidratação corpo.

2. Consumir muito café

A ingestão excessiva de cafeína pode levar a hipertensão, o que, consequentemente, sobrecarrega o órgão. Isso pode danificar os rins a longo prazo. De acordo com um estudo de 2002 publicado no Kidney Interonanatil, a cafeína tem sido intimamente ligada a pedras nos rins porque ela aumenta a excreção de cálcio na urina. No entanto, se consumido moderadamente, a cafeína não irá causar problemas de saúde para a maioria das pessoas. A dose recomendada é de 1 a 3 xícaras por dia. Também é recomendado reduzir outras fontes de cafeína, incluindo refrigerantes, energéticos, chocolate, cacau e alguns medicamentos.

PUBLICIDADE

3. Alto consumo de sal

Muito sal pode causar sérios danos aos rins, juntamente com outras complicações de saúde. Já que os rins metabolizam 95% do sódio consumido através de alimentos, a ingestão excessiva de sódio coloca muita pressão desnecessária sobre esse órgão. Em outras palavras, o consumo elevado de sódio faz com que os rins trabalhem mais para eliminar o excesso de sal. Consequentemente, isso resulta numa redução da função renal e retenção de água no corpo. A retenção de água, por outro lado, pode aumentar a pressão sanguínea, o que agrava ainda mais a sua saúde renal. Além disso, o consumo de sal aumenta os níveis de proteína urinária, uma das causas subjacentes de doença renal. A quantidade de sódio recomendada diariamente não deve ser superior a 5 gramas. Tudo acima disso não é seguro pro seus rins e saúde geral. 1 colher de chá de sal mede em torno de 6 gramas.

4. Beber muito álcool

Não há nada de errado com o consumo moderado de álcool. No entanto, a ingestão excessiva pode ser muito prejudicial para os rins. Se por um lado, o álcool causa estresse em seus rins e fígado quando consumido em quantidades elevadas, que resulta em ácido úrico depositado nos túbulos renais e leva a obstrução tubular. Isso te leva a um risco elevado de insuficiência renal. Além disso, o álcool causa desidratação, assim, afeta a função renal normal. A quantidade recomendada de álcool por dia é de 2 doses para homens e 1 dose para mulheres e idosos.

5. Falta de sono

A privação do sono é um problema comum de saúde relacionado com modo de vida moderno. Especialistas em saúde aconselham que um sono de 6 a 8 horas por dia é vital para a saúde em geral. O que acontece no corpo durante o sono é que os tecidos dos órgãos se regeneram. Assim, quando você está deficiente de sono, esse processo de regeneração é dificultado, resultando em danos nos rins e outros órgãos.

Uma série de estudos descobriu que a privação do sono também pode levar a pressão arterial elevada e aterosclerose (entupimento das artérias), o que deixar com maior risco de doença renal. Ter hábitos de sono saudáveis ​​e manter um bom equilíbrio entre trabalho e descanso irá melhorar significativamente sua função renal, bem como sua saúde em geral.