Esses 6 produtos vão te ajudar a reduzir a inflamação e melhorar seu corpo e cérebro

É uma feliz coincidência que normalmente os sabores que nós preferimos são derivados de especiarias e ervas que são extremamente úteis para a nossa saúde. Por exemplo, apesar de ser comum em refeições indianas, açafrão fornece vários benefícios para a saúde, como no controle da asma e alívio da dor articular. Além disso, orégano combate eficazmente bactérias. No entanto, a fim de colher todos os benefícios de ervas e especiarias, você deve inseri-los em sua alimentação regular.

1. Cúrcuma (Curcuma longa)

3

A cúrcuma tem potentes propriedades anti-inflamatórias e estudos confirmaram que alivia a dor no caso de artrite reumatoide e a osteoporose. É extremamente útil para os pacientes que sofrem de doenças inflamatórias, como tendinite, e uma vez que a inflamação também conduz a doenças cardíacas, ajuda na saúde do coração. Ao contrário de muitas outras especiarias, você pode ingeri-la em quantidades suficientes através dos alimentos. De acordo com um médico ayurvédico em San Jose, Califórnia, Reenita Malhotra, tudo que você precisa é de uma pitada por porção, ou apenas 4 gramas em forma de suplementos diariamente. Advertências: Devido à sua forte capacidade de limpar o sangue, você deve usar cúrcuma com moderação.

2. Gengibre (Zingiber officinale)

2

O gengibre é um remédio popular para náuseas, no pós-quimioterapia e enjoos matinais. Numerosos estudos têm sugerido que é ainda mais eficaz do que Dramamina pra combater enjoos de viagem. Você deve tomar 500 mg do extrato em pó meia hora antes de começar a viagem, e depois a cada 4 horas até chegar ao destino. Você também pode preparar uma infusão, pela adição de ¼ a 1 grama de gengibre para água fervente, deixe-o em infusão por 15 minutos, e beber três vezes ao dia. Advertências: Você deve ingerir gengibre na comida e se você está propenso a azia, e, no caso da gravidez, não tome mais de 2 gramas por dia.

3. Alho (Allium sativum)

beneficios-do-alho-2

O alho é extremamente benéfico com um aroma específico e sabor picante, que é excelente para a saúde do coração. Mark Blumenthal, fundador e diretor executivo da Conselho Botânico Americano American no Texas, Austin, afirma que os pacientes com aterosclerose que consumiram alho reduziram drasticamente a placas em suas artérias. Ele explica que “Alho reduz ligeiramente LDL, ou mau colesterol e aumenta o HDL, o tipo bom. Ele também reduz a pressão arterial e reduz o potencial de um acidente vascular cerebral, porque menos placas significa que há menos possibilidade de que as placas vão se romper das paredes das artérias e ir pro cérebro ou coração”. Para melhores efeitos sobre a saúde das artérias, é recomendado tomar de 200 a 300 miligramas de alho em pó três vezes ao dia. Advertências: O alho pode diluir excessivamente sangue, então evite tomá-lo como um suplemento combinado com aspirina. “Pela mesma razão, pare de tomar o alho uma a duas semanas antes da cirurgia”, aconselha James Neve, presidente da divisão de ervas do programa de cura botânico do Instituto Sophia Tai em Laurel, Maryland.

PUBLICIDADE

4. Menta (Mentha piperita)

hortela-620x330

A menta é a erva mais eficaz em acalmar o estômago e você consegue aliviar rapidamente a dor no estômago. Além disso, o óleo, que vem forma de cápsulas com revestimento entérico, é extremamente eficaz no tratamento do síndroma do intestino irritável (IBS). Essas cápsulas, uma vez revestidas, passar pelo estômago e são liberadas nos intestinos e têm uma forte atividade antiespasmódica sobre os músculos e prevenem a constipação e diarréia. Se você quiser acalmar a dor de estômago, você pode beber uma xícara de chá de menta, e, no caso da IBS, você deve tomar uma cápsula de 0,2 mililitros de óleo essencial de 1 a 3 vezes ao dia com água e antes das refeições. Advertências: menta irá causar azia e piorar o refluxo ácido em algumas pessoas, assim evite essa erva se você sofre desses problemas.

5. Orégano (Origanum vulgare)

oregano-saboroso-e-benefico-para-a-saude

Os cientistas confirmam que o óleo de orégano trata infecções, devido aos dois compostos potentes na planta, timol e carvacrol. David Bunting, diretor de assuntos botânicos e regulamentação pelo Herb Pharm na Williams, Oregon, diz que: “o orégano pode ser útil para diarreia e giardíase, mas é usado principalmente para infecções respiratórias superiores. É melhor para o curto prazo, problemas de baixo grau, como tosses e resfriados, mas se você não se sentir melhor depois de vários dias, ou você desenvolver uma febre alta, você definitivamente deve ir a um médico, já que pode precisar de antibióticos”. O óleo essencial é a forma mais terapêutica que se pode utilizar, mas se tomado de forma inadequada, pode-se até queimar a boca. As doses recomendadas variam devido ao peso e sintomas diferentes, a partir de 20 gotas duas vezes ao dia até 30 gotas 4 vezes por dia, diluídas em 1 copo de água. Advertências: Aqui só podemos mencionar o risco do óleo essencial em queimar a boca.

6. Sálvia-comum (Salvia officinalis)

beneficios-da-salvia-para-a-pele1

A medicina tradicional à base de plantas considera a sálvia como uma erva para impulsionar cérebro e estudos modernos confirmaram. Um estudo realizado em adultos saudáveis ​​britânicos mostrou que aqueles que tomaram cápsulas de óleo de sálvia obtiveram melhores resultados em um teste de memória que aqueles em um grupo de controle que não tomaram. Aparentemente, essa erva inclui um composto que inibe a mesma enzima que é orientada por drogas envolvidas no tratamento de perda de memória, no caso da doença de Alzheimer. Além disso, tem poderosas propriedades anti-sépticas, por isso é o melhor remédio natural para a dor de garganta. Neste caso, você deve beber chá de sálvia ou gargarejo com uma solução muito diluída do líquido (10-20 gotas) em um copo de água morna. Por outro lado, as pessoas que sofrem de Alzheimer são aconselhados a tomar 30 gotas do extrato líquido de 2 a 3 vezes ao dia, bem como indivíduos que gostariam de melhorar seu raciocínio. Advertências: não há risco se você usar sálvia normalmente ou adicioná-la aos alimentos, mas você nunca deve toma-la em quantidades excessivas e por muito tempo, pois pode levar a convulsões.